Cuidado, passagens aéreas costumam ter alta de até 80% em final de ano.

As Companhias Aéreas geralmente aumentam o valor das passagens em até 80% no final de ano .

As viagens de avião para aproveitar as festas de fim de ano estão pesando no bolso dos brasileiros, principalmente se o destino for cidades do Nordeste e capitais turísticas.

Levantamento feito a pedido do GLOBO, mostrou que o aumento médio do bilhete para embarques entre os dias 20 e 31 de dezembro chega a 80% sobre o valor cobrado no mesmo período do ano passado. Este é o caso de Natal, por exemplo.

Para Porto Seguro, a alta é de 60%; nos voos para Salvador e Recife, o preço do bilhete subiu 54%. Viajar para Fortaleza está custando 45% mais caro; para Florianópolis, 41%; e para o Rio, 35%.

Os preços também estão mais salgados nas viagens para fora do país nessa época do ano. As altas mais expressivas foram nos voos para Buenos Aires, de 41%; para Santiago, com elevação de 24%; e Lisboa, com alta de 22%. Miami e Nova York são exceções, com quedas de 14% e 11%, respectivamente, nos preços das passagens. O levantamento foi feito com base nas vendas de passagens e pacotes para embarque entre os feriados de Natal e Ano Novo. Os destinos citados estão entre os mais procurados nos mercados doméstico e internacional.

“De uma maneira geral, podemos observar que, mesmo com as diversas promoções durante o ano, para alta temporada a maioria dos destinos apresentou um aumento no ticket médio”, informa .

Segundo especialistas, as empresas estão aproveitando a procura tradicionalmente elevada nessa época do ano para recompor margens. O professor de Engenharia do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) Alessandro Oliveira lembrou que, entre agosto e dezembro do ano passado, a inflação das passagens aéreas subiu 45%, de acordo com o IPCA, medido pelo IBGE. No entanto, com o agravamento da crise econômica ao longo de 2015, os passageiros sumiram, principalmente os corporativos, que costumam viajar em cima da hora a negócios e pagar preços mais altos.

Para evitar aviões vazios e prejuízos na certa, as empresas intensificaram as promoções fora da temporada e, com isso, os preços dos bilhetes caíram, em média, 30% entre janeiro e outubro, no cômputo geral. No IPCA-15, divulgado na última quinta-feira, os preços recuaram, em média, 5,36% em relação a outubro. Para novembro, ainda é uma incógnita, disse Oliveira, mas, em dezembro, a inflação das passagens deve voltar a subir 7% em média.

— Acredito que o preço dos bilhetes vá subir em dezembro porque muita gente viaja independentemente da crise, tem o 13º salário. Mas a alta deverá ficar um pouco abaixo da registrada no ano passado, considerando todos os destinos ofertados pelas empresas — avaliou Oliveira.

O Conselho do site “Passagens Aéreas Madrugada” É  que você pesquise muito antes de comprar sua passagem aérea, para não cair em ciladas.

 

Compartilhe nossa página.

fonte: O Globo

Veja também:

Bagagem de mão em viagens aéreas. 

Azul linhas aéreas lança a Azul Collection, sua nova linha de produtos. 

TAM Viagens e OAB trazem desconto em passagens e pacotes de viagem a advogados 

Passaredo e TAM linhas aéreas facilitam passagens em Dourados. 

Viagens aéreas com crianças. 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *